Semana do Meio Ambiente conscientiza sobre preservação

Natureza meio amiente conscientização reciclagem slow fashion-2Criado em 2004 pela escritora de moda Angela Murrills, o termo slow fashion se tornou comum em blogs de moda e artigos da internet relacionados ao tema. Seu conceito vai em contrapartida à fast fashion e foi inspirado pelo movimento slow food, popularizado na Itália durante a década de 1990. O fast fashion representa rapidez na produção das peças e não demonstra reponsabilidade social, inclusive quando se trata de consumo consciente, além de questões como mão de obra e materiais baratos. Entretanto, o slow fashion tem o intuito de servir como alternativa que valoriza o lado sustentável, compromisso com o meio ambiente e também na progressão do empreendedorismo, economia e cultura regional. Optar pela produção de marcas locais pode ser considerada uma forma de se opor à saturação da produção irrefreada de roupas, e fugir dos padrões. Lembrando que isso também anula, teoricamente, o risco de se vestir igual ao restante das pessoas. Natureza meio amiente conscientização reciclagem slow fashion

Tal responsabilidade ambiental ultrapassou a alimentação e moda. Está presente nos cuidados pessoais através de cosméticos naturais como, por exemplo, hidratantes, shampoos, sabonetes, desodorantes, máscaras faciais, cremes dentais, etc. Conforme mencionado acima, também propõe a valorização do mercado regional a fim de obter produtos fabricados a partir de materiais orgânicos, descartando os testes de qualidade em animais indefesos. Mesmo com as mensagens impressas em cosméticos de marcas famosas afirmando sua qualidade, é importante ressaltar o fato que a pele absorve rapidamente qualquer produto passado nela, então não levamos em consideração a quantidade de substâncias sintéticas no conteúdo. A engenheira química, Maisa Paraguassú, dedica parte do seu tempo pesquisando cosméticos naturais e compartilha os resultados na conta do Instagram, indicando as melhores alternativas para os seguidores que simpatizam ou já praticam um estilo de vida mais saudável. Em entrevista ao site Panorama Farmacêutico, ela explica que “o consumo consciente de cosméticos significa não só o conceito de beleza em si como também a rotina de cuidados pessoais para um ritual mais simples e de conexão consigo mesma(o) e com a natureza”. Confira algumas fotos:

Entre os dias 1 e 5 de Junho acontecerá a Semana do Meio Ambiente, na qual são realizadas campanhas em todo o território nacional para conscientizar a sociedade sobre preservação da flora e fauna. A Yacamim listou alguns tópicos que podem te ajudar a contribuir com a causa mesmo dentro de casa, ou no dia a dia. Anota aí:

– Separe o lixo reciclável do orgânico antes de coloca-los na lixeira. Materiais plásticos demoram até se degradarem por completo, portanto não pode parar em rios, praias, beiras de estradas ou terrenos. É ideal que procure programas sociais de reciclagem mais próximos de você;

– Latinhas de bebidas ou alimentos devem ser amassadas antes de serem jogadas fora;

– Caso pegue algum panfleto indesejado, aguarde chegar até uma lixeira para descarta-lo;

– Antes de se livrar de garrafas e caixinhas de leite ou suco, lave-as. O mau cheiro quando combinado com outras coisas podem atrair animais e insetos indesejados;

– Cultive sua própria horta ou jardim, caso tenha espaço. Além de ser politicamente correto, é considerado terapêutico e pode ser realizado de forma coletiva com outras pessoas que convivem com você;

– Caminhe mais para não poluir o meio ambiente com a fumaça emitida pelos veículos;

– Economize água. Certifique-se sempre que as torneiras estão fechadas adequadamente;

– Não utilize sacolas plásticas quando for fazer compras – isso aumenta a acumulação de lixo desnecessário. Leve sua própria bolsa de pano ou lona.

 Você pratica algo para contribuir com a preservação da mãe natureza? Conta pra gente nos comentários <3Natureza meio amiente conscientização reciclagem slow fashion-3

Compartilhe:
Voltar para Categoria