Semana da cultura nordestina

Já ouviu falar na semana da cultura nordestina? Idealizada em 1993 sob coordenação do Conselho Estadual da Comunidade Nordestina, a semana cultural que celebra todo um regionalismo histórico riquíssimo em se tratando de música, arte, literatura, gastronomia, turismo, artesanato e cinema, marca a data de falecimento do músico Luiz Gonzaga (1912-1989). Considerado Rei do Baião, além do xote e xaxado, o artista que mostrou a realidade costumeira da região em suas composições, é também forte representante deste povo. Asa Branca, sua música mais conhecida em parceria com Humberto Teixeira, já fora regravada inúmeras vezes e é lembrada até hoje como referência da primeira arte nacional.

O evento ocorre anualmente sem mês pré-definido em São Paulo (SP), conforme a lei 8441, intercalando entre o Centro de Tradições Nordestinas e Museu da Imigração. Unindo música, dança e atividades interativas, os espaços atraem pessoas de toda a parte do Brasil e América Latina que são curiosas por saberem um pouco mais sobre toda essa miscigenação cultural que cresce sucessivamente sem deixar de lado suas raízes sertanejas.

Para quem não sabe, o CTN (Centro de Tradições Nordestinas), localizado na Zona Norte de São Paulo, é aberto ao público num espaço de 27 mil metros quadrados mesmo fora da data comemorativa, atraindo assim, aproximadamente 100 mil visitantes mensalmente. Considerada carro-chefe do local, a culinária típica é responsável pelo grande movimento. Colorida por si só, suas especiarias variam de frutos característicos do clima litorâneo como manga, coco e caju, aliando aos frutos do mar e temperos fortes que resgatam toda a paisagem paradisíaca do litoral nordestino. Segundo informações do site oficial, no processo migratório de nordestinos para a região sudeste, a rica culinária nordestina conquista o paladar dos paulistanos. E é no CTN que é possível encontrar toda as delícias da rica gastronomia local.

 

Confira abaixo três receitas deliciosas pra fazer em casa ou saborear mais de pertinho quando puder:

Bobó de Camarão 

Ingredientes:

– 1/2 kg de camarão limpo

– 2 dentes de alho picados

– 1/2 kg de mandioca descascada

– Suco de 1 limão

– 1 1/2 cebola ralada

– 1 folha de louro

– 2 colheres (sopa) de óleo

– 1 vidro de leite de coco

– 4 colheres (sopa) de cheiro-verde picado

– 1 lata de molho de tomate pronto

– 1 pimentão picado

– 1 colher (sopa) de azeite de dendê

Modo de preparo:

– Tempere o camarão com suco de limão, alho, sal e pimenta a gosto;

– Corte a mandioca em cubos e cozinhe em água com o louro até ficar macia. Deixe esfriar e bata no liquidificador com o leite de coco;

– Doure a cebola no óleo e adicione o camarão. Junte o molho de tomate, o pimentão,a massa de mandioca deixe ferver. Coloque cheiro-verde e sirva.

Fonte: Allrecipes

Paçoca de carne seca

Ingredientes:

– 1/2 kg de carne seca

– Farinha de milho

– Cebola

– Alho

– Salsinha

 

Modo de preparo:

– Coloque a carne seca de molho de 1 dia para outro para tirar o sal;

– Cozinhe na panela de pressão por 45 minutos;

– Após o cozimento retire as gorduras ,deixe sòmente a carne;

– Tempere com alho e cebola a gosto e deixe cozinhando mais um pouco colocando mais um pouco de água;

– Coloque aos poucos a carne seca em um pilão de madeira, junte aos poucos a farinha de milho, socando até desfiar toda a carne;

– A paçoca fica úmida;

– Depois de pronta coloque a salsinha picadinha;

– Se você não tem pilão pode usar o mixer ou o liquidificador,mas ela fica mais gostosa feita no pilão.

Fonte: Tudo Gostoso

 

Baião de dois 

Ingredientes:

– 500 g de carne-seca

– 1 xícara (chá) de feijão-fradinho

– 1 xícara (chá) de arroz

– ½ cebola picada fino

– 1 colher (sopa) de azeite (ou óleo)

– ½ colher (chá) de sal

– 1 folha de louro

Modo de preparo:

– Corte a carne-seca em cubos grandes de cerca de 7 cm – este tamanho é ideal para dessalgar a carne sem tirar completamente o sal e também para desfiar de um tamanho uniforme. Coloque numa tigela e lave em água corrente;

– Cubra os cubos de carne com 5 xícaras (chá) de água fria. Cubra a tigela com um prato (ou filme) e deixe na geladeira por 24 horas – troque a água pelo menos uma vez durante este período;

– Escorra a água e transfira a carne para a panela de pressão. Complete com água até a metade da panela, tampe e leve ao fogo médio. Assim que a panela começar a apitar, diminua o fogo e deixe cozinhar por 20 minutos. Desligue o fogo e espere toda a pressão sair antes de abrir (você pode colocar um garfo sob a válvula par acelerar o processo, mas isso encurta o tempo de vida da panela);

– Despreze a água do cozimento, junte o feijão-fradinho e repita o passo anterior, mas dessa vez deixe cozinhar por apenas 10 minutos. Atenção: o feijão não pode cozinhar demais e desmanchar. Após os 10 minutos de cozimento, desligue o fogo e, com um garfo, levante a válvula para tirar a pressão da panela;

– Com uma pinça, transfira os cubos de carne para um prato e desfie com dois garfos – descarte os pedaços maiores de gordura. Sobre uma tigela, passe o feijão por uma peneira e reserve a água do cozimento;

– Leve ao fogo médio uma panela média. Quando aquecer, regue com o azeite e acrescente a cebola. Tempere com o sal e refogue por cerca de 2 minutos, até murchar. Acrescente o arroz e mexa bem por cerca de 1 minuto para envolver todos os grãos com o azeite;

– Meça 2 xícaras (chá) da água do cozimento reservada e regue sobre o arroz. Junte a folha de louro, misture e deixe cozinhar em fogo médio. Assim que a água começar a secar e atingir o mesmo nível do arroz, diminua o fogo e tampe parcialmente a panela. Deixe cozinhar até o arroz absorver toda a água – para verificar, fure o arroz com um garfo e afaste alguns grãos do fundo da panela;

– Desligue o fogo e mantenha a panela tampada por 5 minutos para que os grãos terminem de cozinhar no próprio vapor. Enquanto isso, prepare o refogado.

 

Para o refogado:

Ingredientes:

– 200 g de queijo de coalho em peça

– 70 g de bacon em cubos

– 1 cebola roxa

– 2 dentes de alho

– 2 colheres (sopa) de manteiga de garrafa (ou a gordura que preferir, como manteiga, azeite ou óleo)

– 3 talos de cebolinha fatiada

– Folhas de coentro a gosto

– Sal e pimenta-do-reino moída na hora a gosto

 

Modo de preparo:

– Descasque e pique fino a cebola e o alho. Corte o queijo de coalho em cubos de 1 cm;

– Leve ao fogo médio uma frigideira grande, de preferência antiaderente. Quando aquecer, acrescente 1 colher (sopa) de manteiga de garrafa e junte os cubinhos de queijo. Deixe por cerca de 2 minutos, até descolar do fundo, e mexa com a espátula para dourar por igual. Transfira para uma tigela e reserve;

– Mantenha a frigideira em fogo médio e adicione o restante da manteiga de garrafa. Acrescente a cebola e refogue até murchar. Junte os cubos de bacon e deixe cozinhar, mexendo de vez em quando, até começar a dourar. Adicione o alho e mexa por mais 1 minuto;

– Adicione a carne-seca desfiada e mexa por cerca de 2 minutos para aquecer. Acrescente ½ xícara (chá) da água do cozimento reservada e misture bem – isso vai deixar o baião de dois mais molhadinho. Desligue o fogo, junte o feijão-fradinho e misture bem;

– Abra a panela do arroz, solte os grãos com um garfo e transfira para a frigideira com o refogado. Misture bem, prove e acerte o sal e a pimenta. Junte os cubinhos de queijo dourados e a cebolinha. Misture e finalize com folhas de coentro. Sirva a seguir com molho lambão.

Fonte: Panelinha

Ficou com água na boca? Faça as receitas e poste nos comentários pra gente ver <3

Compartilhe:
Voltar para Categoria IR PARA O PRÓXIMO POST:
Tatuagens de signos - inspirações e referências