Casas encantadas icon
19 de abril de 2014
Por

Quem nunca quis visitar algum lugar mágico? E como não se apaixonar por casinhas altamente charmosas no meio do campo, que parecem ter saído dos melhores livros de contos de fadas?

Em ambientes rurais, é possível encontrar mundo afora algumas cabanas e casas de campo rústicas, vitorianas, campestres e com estilos históricos que são frutos de projetos e imaginação incríveis de seus criadores, que, em alguns casos, são residentes desses espaços. O design desses lares foi inspirado na fantasia e literatura, com um apelo ecologicamente sustentável.

Veja um apanhado de fotos incríveis de encher os olhos e que vão mexer com a sua imaginação:casa18 casa15 casa14 casa12 casa11 casa5 casa7 casa1 casa2 casa8 casa9 casa3 casa4 casa10


Pipas no céu da Índia icon
18 de abril de 2014
Por

Um dos dias mais esperados do ano em Gujarat, na Índia, é certamente o do Festival Internacional de Pipas, que acontece anualmente, reunindo entre 8 e 10 milhões de pessoas. Nesse dia, o céu é tomado por incríveis pipas em cores vibrantes e desenhos criativos, elaborados pelos moradores durante meses antes da data.

Pipas_interna

Logo pela manhã, bem cedo, todos os participantes sobem em seus telhados para fazer seus “pássaros” voarem cada vez mais alto. É comum até mesmo cortar as pipas alheios com cerol, típico da brincadeira. E assim que isso acontece, um trompete anuncia a vitória sobre a pipa abatida.

O festival acontece durante um dia tradicional do calendário hindu, quando mudam as estações – e, de acordo com a tradição, voar com a pipa traz boa sorte para o ano que está por começar. É assim que os moradores de Gujarat enviam seus desejos para os céus, promovendo um show de cores e alegria.

tom_robinson_india_gujarat_2013_1091

Confira imagens belíssimas do Festival Internacional de Pipas:

pipa pipa8 pipa10PipasÍndia1 PipasÍndia3 PipasRobinson5

tom_robinson_india_gujarat_2013_869tom_robinson_india_gujarat_2013_1756

 Fotos: Tom Robinson 


Os últimos detalhes já estão sendo finalizados para a páscoa mais alemã do Brasil, que acontece em Pomerode. O grande diferencial da Páscoa pomerana é o jeito especial de preparar e viver a data, onde o carinho, a tradição e os sentimentos são o mais importante.

IMG_8819-490x326

O evento tem como principal atração a Ostermarkt – Feira de Páscoa. A Osterfest envolve toda a cidade. Sua proposta é oferecer diversas opções de lazer e entretenimento e envolvendo a todos em diversas atrações como oficinas criativas, gastronomia típica, recreação infantil, passeios de charrete, entre outros. A programação foi elaborada para atender a diversas faixas etárias para que todos possam aproveitar os encantos da páscoa da melhor maneira possível, com todo o afeto e toda a energia que a data tem a oferecer.

Easter-Tree

Dentre as atrações da festa deste ano, destaca-se o recorde na Confecção da Osterbaum (árvore de Páscoa) com 20 mil casquinhas, superando o número do ano passado de 15 mil ovinhos. Esse ovinhos representam a alegria da vida e da ressurreição.

osterbaum (1)

Outra atração é a criação da mascote da Osterfest, representada por um coelho e que terá o nome escolhido pelas crianças de Pomerode. O Cantinho do artesão também é referência assim como o concursos de delícias pascais como pães e bolachas. Chamam também a atenção os charreteiros pintados como antigamente, um dia direcionado as atrações para terceira idade e um trenzinho que fará passeios entre o Centro Cultural e o Pavilhão de Eventos. O tradicional passeios de charretes terá saída do Centro Cultural seguindo pelo Centro. Os cavalos usados, assim como antigamente, serão pintados com pintinhas, para caracterizar ainda mais a Osterfest com as tradições da Páscoa alemã.

20100402-134027-805

bolachas_pomerode_osterfest01 Imagem 078

6_ostendorf_pomerode_blumenews

2jpg_4931789_4528111

 

 


O que acontece quando uma artista amante das plantas e animais decide criar lindas mandalas de flores? Arte de altíssima qualidade e extrema sensibilidade!

Americana do Arizona, Kathy Klein trabalha dentro de um processo espiritual para criar as mandalas que são um encanto. Num espaço de meditação, Kathy se orienta por meio de músicas e a paz interior para criar suas obras.

A combinação de cores vibrantes e a colocação meticulosa de cada folha, cada pétala, e cada elemento é impressionante, e é o que dá destaque ao trabalho da artista. Depois de criar e fotografar as obras, Kathy Klein deixa-as exatamente no mesmo lugar, para que alguém possa ter a sorte de encontrar seu trabalho e apreciar suas composições.

Veja você também um pouco do trabalho de Kathyn, que une espiritualidade e natureza:

danmala-flower-mandala-kathy-klein-3 danmala-flower-mandala-kathy-klein-5 danmala-flower-mandala-kathy-klein-6 danmala-flower-mandala-kathy-klein-9 danmala-flower-mandala-kathy-klein-11 danmala-flower-mandala-kathy-klein-12 danmala-flower-mandala-kathy-klein-17 danmala-flower-mandala-kathy-klein-21 danmala-flower-mandala-kathy-klein-24 danmala-flower-mandala-kathy-klein-28


Vidas alternativas icon
16 de abril de 2014
Por

Eric Valli é fotógrafo conhecido que costuma trabalhar com marcas como fotógrafo de moda, mas também é, há vários anos, colaborador da revista  National Geographic.  O seu mais recente trabalho para a publicação é uma série de fotografias que retratam as pessoas que vivem fora do sistema.

Chamado Off the Grid, o trabalho documenta de forma sensível pessoas de todo o mundo que vivem fora da sociedade. Neste trabalho, Valli fotografou nómades da nossa época, que vivem nas florestas e locais inacessíveis. A série retrata as pessoas que vivem sem tecnologia, moda, supermercados, marcas, ou Facebook.

 “Estas pessoas demitiram-se da modernidade e agora vivem uma vida mais leve, frugal, escolhendo deixar de ser parte do problema. Em vez disso, elas caçam e cultivam os próprios alimentos para viver”.

4 5 6_000083-1 10 12 Himalayan-Gold-Rush2_Eric-Valli_l Lynxs.Eric.Valli202

 


Nesta sexta-feira, dia 18, é comemorado em todo o território nacional o dia “A Paixão de Cristo”. Essa data é marcada pela reunião entre famílias e amigos para aproveitar um dia de alegria e celebração.

Que tal inovar na decoração para receber seus convidados este ano?

Você pode aproveitar os itens que simbolizam a data para enfeitar os ambientes da casa e incrementar a decoração com elementos encantadores. Uma boa dica é o trabalho artesanal que deixa a produção mais caprichada e pessoal, pois cada detalhe pode ser feito de forma única, cuidadosa e delicada. Tudo especialmente pensado para receber as pessoas que você ama.

decoracao-mesa-pascoa-2012-01

Invista na reciclagem: reaproveite cascas de ovo, jarras, cestas de palha e potes de vidro.

Uma boa dica é decorar cascas de ovos com desenhos e pinturas. É possível reaproveitar as cores dos elementos da mesa ou personalizar com o nome e características dos membros da família.

IMG_8819-490x326

Você pode também aproveitar jarras e potes para colocar flores, que sempre alegram o ambiente. Se você está pensando em fazer algo diferente, corte em tiras finas papeis coloridos e despeje-os dento dos recipientes; para finalizar espetando plaquinhas divertidas – que podem ter fotos de momentos felizes entre família, nomes, mensagens, laços e orelhinhas.

Veja mais inspirações de decoração pra você deixar sua casa cheia de carinho como a páscoa ♥

decoracao-mesa-pascoa-2012-26decoracao-mesa-pascoa-2012-04decoracao-mesa-pascoa-2012-24

Pascoa-Imaginando-632x436decoracao-especial-pascoa-39473


Inspiração de look: batas icon
16 de abril de 2014
Por

Mudam as estações, surgem novas tendências, mas as batas continuam sempre em alta. São peças chave no guarda-roupa feminino, e podem ser usadas em diferentes ocasiões e formas.

A variedade de cortes, cores e estampas é enorme, por isso, as batas são versáteis e adaptáveis a qualquer estilo. As batas permitem que você brinque ao elaborar um look, pois as peças podem ser usadas em diferentes produções, casuais e simples, em ocasiões formais ou informais, com looks mais despojados ou elaborados.  A versatilidade dos tecidos – que em geral variam entre algodão, cetim, renda, e malha – permite que as peças acompanhem o guarda roupa do ano inteiro.

Para usar batas, justamente por ser mais fluída o ideal é procurar peças de baixo mais justas, para que a produção não fique perdida em meio as formas largas. No entanto, é possível adaptar a bata caso queira utilizá-la com saia longa fluída ou calça.

Em ocasiões mais casuais, invista na combinação da peça com um shorts, o que fica perfeito com sandálias e alpargatas. Já para ocasiões que requerem o uso de looks elaborados combine a bata com calças, saias com aplicações ou tecidos nobres, e botas.

_MG_3171_MG_3241_MG_4664

_MG_3368

_MG_6831


Chás para se aquecer! icon
15 de abril de 2014
Por

Com o frio chegando, é bom sempre ter um forma de manter o corpo quentinho. O chá é uma dessas opções que, além de ser prática, proporciona bem estar. Os chás são excelentes companhias nas horas de pausa, recolhimento, encontro ou aconchego. Podem ser terapêuticos ou simplesmente saborosos. Há um tipo de chá perfeito para o que você precisa.

_MG_1116

Algumas dicas para um bom chá:

Os chás de ervas não devem ser fervidos. Assim que a água entrar em ebulição, adicione as ervas, desligue o fogo e abafe por alguns minutos.

Os chás de especiarias podem ser fervidos para que peguem mais gosto. Comprar ervas secas ou frescas soltas, por quilo é uma boa opção. Elas são facilmente encontradas em feitas livres e casas de produtos naturais e têm mais propriedades terapêuticas que os chás de saquinho.

white tea - tumbler

Aqui vão algumas sugestões, mas você pode também inventar seus próprios chás!

Chá para começar o dia:

Chá verde – é um bom substituto do café, pois também contém cafeína. É também um bom desintoxicante.

largetumblr_l04dtpzn3A1qzxhoso1_500

Chá para acompanhar uma boa conversa:

Chá de maçã – muito saboroso, combina bem com biscoitos ou bolos simples. Use maçã seca, canela em pau, cravo-da-índia e um bom pedaço de casca de laranja.

Tchai – é o típico chá indiano, eles tomam tanto tchai como os outros povos tomam café. Ferva no leite por 3 minutos: canela, cravo-da-índia, vagens de cardamomo, gengibre (pouco), anis estrelado, zimbro e açúcar mascavo a gosto. Depois, adicione chá preto ou chá de jasmim e abafe por 5 minutos.

vintage_tea_time_by_in93-d4ubh62

Chá para dormir como um anjo:

Cidreira – por ter um sabor suave e adocicado é muito indicado para as crianças também.

segurando-xicara-de-cha

Tem alguma receita de chá? Conta pra gente nos comentários ;)

 

 


Inspire-se: alpargatas icon
15 de abril de 2014
Por

As alpargatas, que estão conquistando cada vez mais os pés das brasileiras, já foram moda por aqui nas décadas de 1970 e 1980. Mas essa opção charmosa já existia há mais de oito séculos na Espanha, e, posteriormente na França e América do sul. As espadrilhas surgiram no século 14, na região mediterrânea da Catalunha e levam esse nome por causa do tipo de vegetal usado na confecção do solado. A primeira vez que o calçado pisou na passarela foi na década de 1960, num desfile de Yves Saint Laurent. Atualmente, as alpargatas, também conhecidas como espadrilhas, podem aparecer tanto com solado natural quanto de borracha.

Ganharam adaptações com novas cores estampas e ficaram muito mais estilosas, sendo perfeitas para compor looks despojados. Além de lindas, as alpargatas fazem sucesso por serem confortáveis. Há modelos para todos os gostos. Elas combinam com shortinhos, saias, calças e vestidos, sendo uma aposta bastante versátil.

Confira algumas maneiras de usar alpargatas e compor seu look com peças e acessórios despojados:

_MG_4445 _MG_9922 _MG_9988

_MG_0007

Acesse nosso site e confira as opções de alpargatas que vão conquistar os seus pés. ♥


1420505_597834480283236_1742632115_n

É possível viajar sem dinheiro? Difícil imaginar como, certo?  A artista plástica Aline Campbell prova que é possível sim atravessar fronteiras com apenas força de vontade e dedicação, mostrando que ainda podemos confiar no próximo.

O projeto da artista tem como objetivo comprovar, através de um experimento prático, a possibilidade de contar exclusivamente com a hospitalidade e o próprio jogo de cintura, viajando pela Europa somente com a passagem de ida e volta e nenhum dinheiro no bolso.

Aline conta que teve a ideia quando abrigou um americano que viajava sem bagagem alguma. “(…) vi que ele não trazia consigo mala alguma. Achei super esquisito o troço e, mais esquisito ainda, foi quando eu perguntei a ele sobre suas coisas e obtive a seguinte resposta: “Eu estou viajando sem nada”. Ergui as sobrancelhas e, naquele momento, não me estendi muito. Suuuper esquisito, né?! Mas é claro que eu não engoli aquilo tão facilmente e foi quando tivemos a conversa que mudou minha vida. Um papo profundo, sobre valores pessoais e o que de fato importa na vida -que NÃO são bens materiais. Ele disse que quis viajar sem nada (carregando consigo apenas uma pochete, com escova de dente, documentos e dinheiro) porque, além dos ideais de que “coisas” não são essenciais, ele não queria ter distrações além das relações interpessoais e nem precisar se preocupar com bagagem. Achei demais! “.

Durante sua viagem, a artista passou pelos seguintes países; Holanda, Bélgica, Alemanha, Polônia (onde visitou o Woodstock), França, Inglaterra, Croácia, Sérvia, Eslováquia, Hungria, República Tcheca, Áustria, Itália e Suíça. Confira algumas imagens da incrível viagem de Aline:

1420505_597834480283236_1742632115_n

1418456_597835366949814_1477379261_n 1420128_597834486949902_211409666_n1422736_597834496949901_194363053_n 1454429_597834490283235_811658292_n 1454502_597834476949903_348047277_n

Pra quem se sentiu inspirado a viver uma aventura como a de Aline, ela deixa um recado:

“As pessoas são boas. Confie mais no mundo e menos na mídia. Pare de ficar buscando justificativas sobre o porquê de você não poder encarar uma viagem e acredite que sim, você pode viajar. Não há justificativas para o não, além do medo e bloqueios pessoais, que devem ser encarados e superados, de portas abertas. Depois de tudo o que vivenciei, sobretudo nesta viagem, eu diria que perigo, na grande maioria das vezes, é ilusório, é algo criado para fomentar nossos medos. O perigo, na grande maioria das vezes, é inexistente. Acredite.

Para saber mais sobre a experiência de Aline acesse Open Doors e o Canal no Youtube.